Os 7 Benefícios do Iogurte para Saúde

O iogurte é um dos mais populares produtos lácteos fermentados no mundo, feito com a adição de bactérias vivas do leite. Tem sido consumido por seres humanos ao longo da história e é usado como parte de uma refeição (lanche), ou como um componente de molhos e sobremesas. Além disso, o iogurte pode conter bactérias benéficas e que funcione como um probiótico. Isto pode fornecer uma variedade de benefícios à saúde, que vai muito além dos benefícios do leite puro.

O iogurte é espesso, líquido e de cor branca. Porém, muitas marcas comerciais adicionam corantes artificiais.

Beneficios-do-iogurte

Proteínas do Iogurte

O iogurte é uma rica fonte de proteínas. Iogurte natural feito de leite integral contém cerca de, 8,5g de proteína em cada copo com 245g. O teor de proteína do iogurte comercial é até certo ponto mais elevado do que no leite e leite em pó, pois muito das vezes é adicionado ao iogurte durante o processamento.

As proteínas no iogurte podem ser divididas em duas famílias, soro do leite e caseína, dependendo da sua solubilidade em água. As proteínas do leite solúveis em água são chamadas de proteínas de soro do leite, enquanto que as proteínas do leite insolúveis são chamadas caseínas. Ambas, caseína e soro do leite são de excelente qualidade, ricas em aminoácidos essenciais e com uma boa digestão.

Caseína

A maioria (80%) das proteínas do iogurte está na família da caseína e a mais abundante é a alfa – caseína. A caseína pode aumentar a absorção de minerais (cálcio e fósforo) e promove a baixa da pressão sanguínea.

Soro do Leite

O soro do leite é o menor da família de proteínas encontradas em produtos lácteos e correspondem por 20% do teor de proteínas em iogurte. É muito rica em aminoácidos da cadeia ramificada (BCAA), tais como valina, leucina e isoleucina. As proteínas do soro têm sido um suplemento popular entre os fisiculturistas e atletas. Além disso, o consumo de proteína de soro de leite pode proporcionar vários benefícios para a saúde, tais como perda de peso e diminuição da pressão arterial.

Gorduras

A quantidade de gordura no iogurte depende do tipo de a partir de que leite que é feito. O iogurte pode ser produzido a partir de todos os tipos de leite, integral, com baixo teor de gordura ou desnatado. A maioria dos iogurtes vendidos nos EUA é de baixo teor de gordura ou sem gordura. O teor de gordura pode variar entre 0,4 % em iogurte sem gordura a 3,3% ou mais, no total teor de gordura do iogurte. A maior parte da gordura do iogurte está saturada (70 %), mas também contem certa quantidade de gordura monoinsaturada. A gordura do leite é única, no que diz respeito à diversidade de ácidos gordos fornecidos, contendo mais de 400 diferentes tipos de ácidos.

Gorduras trans Ruminantes do Iogurte

O Iogurte contém uma família de gorduras trans chamada de gorduras trans ruminante ou gorduras trans láctea. Ao contrário das gorduras trans encontradas em alguns alimentos processados​​, as gorduras trans ruminantes são consideradas benéficas à saúde. As mais abundantes gorduras trans ruminantes no iogurte são os ácidos vacênico e linoléico conjugado ou CLA. O iogurte pode possuir maior quantidade de CLA do que o leite, com vários benefícios à saúde. Mas, grande dose via suplementos podem ter consequências metabólicas prejudiciais.

Carboidratos

Carboidratos em iogurte natural são principalmente encontrados na forma de açúcares simples, chamados lactose (açúcar do leite ) e galactose. O teor de lactose do iogurte é menor do que no leite. Isto é, a fermentação bacteriana do iogurte resulta na quebra da lactose. Quando a lactose é quebrada, forma-se a galactose e glicose. A glicose é geralmente convertida em ácido lático, a substância que aumenta o sabor azedo do iogurte e outros produtos lácteos fermentados. A maioria dos iogurtes também contêm quantidades consideráveis ​​de adoçantes, normalmente sacarose ( açúcar branco ), juntamente com vários tipos de aromatizantes. Como resultado, a quantidade de açúcar no iogurte é altamente variável  e pode variar de 4,7% a 18,6 % ou superior.

Vitaminas e Minerais

Iogurte  gordo contém quase todos os nutrientes necessários pelos seres humanos. No entanto, existem vários tipos de iogurte e o seu valor nutricional pode variar substancialmente. Por exemplo, o valor nutricional do iogurte depende dos tipos de bactérias utilizadas no processo de fermentação. As seguintes vitaminas e minerais são encontradas em quantidades particularmente elevadas no iogurte convencional feito a partir de leite integral:

Vitamina B12: Nutriente encontrado apenas em alimentos de origem animal.

Cálcio: Os produtos lácteos são excelentes fontes de cálcio, numa forma facilmente absorvida.

Fósforo: O iogurte é uma boa fonte de fósforo, mineral essencial que desempenha um papel importante nos processos biológicos.

Riboflavina: Também chamado de vitamina B2. Os produtos lácteos são a principal fonte de riboflavina na dieta moderna.

Probióticos

Os probióticos são bactérias vivas que têm efeitos benéficos para a saúde. Estas bactérias amigáveis ​​são encontrados em produtos lácteos fermentados, como o iogurte com vida e culturas ativas. Os principais probióticos em produtos lácteos fermentados são bactérias do ácido láctico e bifidobactérias. Os probióticos têm muitos efeitos benéficos à saúde, dependendo da espécie e da quantidade tomada.

Melhora o Sistema Imunológico: Os estudos indicam que as bactérias probióticas podem promover imunidade reforçada.

Diminui o Colesterol: A ingestão regular de certos tipos de probióticos e produtos lácteos fermentados podem diminuir o colesterol no sangue.

Síntese de Vitamina: Bifidobactérias podem sintetizar ou tornar disponíveis muitos tipos de vitaminas, incluindo tiamina, niacina, vitamina B6, vitamina B12, folato e vitamina K.

Bem-Estar Digestivo: O leite fermentado contendo Bifidobactéria pode promover o bem-estar digestivo e diminuir os sintomas da síndrome do intestino irritável.

Proteção Contra a Diarreia: Os probióticos podem ajudar a tratar a diarréia causada por antibióticos.

Proteção Contra a Prisão de Ventre:  Vários estudos sugerem que o consumo regular de iogurte, fermentado com Bifidobactéria, podem reduzir a constipação.

Melhora a Digestão da Lactose: As bactérias probióticas mostram melhoras na digestão da lactose e  diminuição dos sintomas de intolerância à lactose.

Estes benefícios para a saúde nem sempre se aplicam ao iogurte, principalmente porque alguns tipos de iogurte são produzidos com calor (pasteurizados) e as bactérias probióticas adicionadas após esse processo. Em iogurtes tratados termicamente, as bactérias probióticas estão mortas e não fornecem nenhum benefício à saúde. Por este motivo, é melhor escolher iogurtes vivos ou com culturas ativas.

Benefícios Saudáveis do Iogurte

Os efeitos saudáveis do leite e dos produtos lácteos fermentados, como iogurte, têm sido amplamente estudados. Iogurte probiótico pode proporcionar inúmeros benefícios impressionantes à saúde, que vão muito além do leite não-fermentado.

Saúde Digestiva

Iogurte probiótico está associado a uma variedade de benefícios para a saúde do aparelho digestivo. O consumo regular de iogurte, com cultura viva ou ativa, pode ajudar a tratar, associado a antibióticos, a diarréia, e restabelecer o equilíbrio da flora intestinal. Além disso, o iogurte probiótico com bifidobactérias pode diminuir os sintomas da síndrome do intestino irritável e ajuda a reduzir a prisão de ventre. Os probióticos podem aliviar também os sintomas de intolerância e melhorando a digestão à  lactose.

Osteoporose e Saúde Óssea

A osteoporose é uma condição caracterizada por ossos frágeis e quebradiços. É comum entre os idosos e é o principal fator de risco para fraturas nessa faixa etária. Os produtos lácteos têm sido considerados protetores contra a osteoporose. De fato, o produto lácteo tem sido associado aos ossos mais fortes, um efeito que se acredita ser causado, em grande parte, pelo teor de proteína de leite e elevada taxa de cálcio.

Pressão sanguínea

Pressão arterial alta, também chamada de hipertensão, é um dos principais fatores de risco para doença cardiovascular. Estudos sugerem que o consumo regular de iogurte pode reduzir a pressão arterial em pessoas com hipertensão. No entanto, este efeito não se limita ao iogurte. Estudos sobre a ingestão de outros produtos lácteos têm fornecido resultados semelhantes.

Efeitos Adversos

Iogurte pode causar efeitos adversos em certas pessoas, especificamente aqueles que são intolerantes à lactose ou alergia a proteínas do leite.

Intolerância à Lactose

Iogurte contém menos quantidade de açúcar do leite (lactose) do que o leite. Isto porque alguma lactose no leite decompõe em glicose e galactose, durante a produção de iogurte. Portanto, é mais tolerado por pessoas com intolerância à lactose. No entanto, as bactérias probióticas também podem ajudar, melhorando a nossa própria capacidade de digerir lactose. Indivíduos com intolerância à lactose mostraram maior tolerância ao iogurte com lactose adicionada, em comparação ao leite com a mesma quantidade de lactose.

Alergia ao Leite

Alergia ao leite é raro e mais comum entre crianças do que em adultos. É desencadeada por proteínas do leite, soro do leite e caseína, encontrada em todos os produtos lácteos. Portanto, iogurte deve ser evitado por pessoas com alergia ao leite.

Adição de Açúcar

É importante ter em mente que muitos iogurtes de baixo teor de gordura têm uma grande quantidade de açúcar adicionado. As quantidades elevadas de açúcar na dieta têm sido associadas a vários problemas de saúde, tais como diabetes tipo 2 e doença cardíaca. Por esta razão, é recomendado que você leia o rótulo e evite iogurtes que têm açúcar (normalmente sacarose ou xarope de milho de alta frutose) na lista de ingredientes.

Recomendados Para Você:

About Fernando 122 Articles
Fernando Muniz tem 28 Anos, casado, pai de dois Filhos [Maria e Bernardo] e sempre teve uma alimentação muito desregrada e com isso ativou o EFEITO SANFONA na sua vida perdendo e ganhando peso de forma constante, com esse acervo de nutrição ele gostaria de ajudar mais pessoas a superar de uma vez por toda o sobrepeso, obesidade e o efeito sanfona, é nisso que eu acredito.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*